Blockchain é mais que a palavra da moda

Blockchain é mais que a palavra da moda

Instituições Financeiras Operadoras de redes móveis Dispositivos Conectados
  • Blockchain é mais fácil de entender do que você pensa – eis uma rápida visão geral
  • A transferência de chaves da Nuvem para um elemento físico mais seguro abre a porta para novas aplicações do blockchain na vida real

Desde a entrada em cena do blockchain em 2009, a tecnologia fez manchetes por sua ingenuidade e potencial disruptivo para inúmeros setores. Mas ela é mais que uma moda, é uma inovação que leva a uma nova etapa de nossas vidas digitais. Então, como ela funciona? Aperte o cinto enquanto partimos para uma rápida aula.

Desconstruindo bloco a bloco

Digamos que você queira servir um hambúrguer orgânico, produzido de maneira responsável, para o jantar. A idéia por trás do blockchain - uma cadeia de informações que não pode ser modificada - é que você possa garantir que sabe exatamente o que acaba no seu prato. Em uma olhada, você seria capaz de ver o que a vaca comeu todos os dias, suas condições de vida e como a carne foi processada e vendida.
Todos esses "blocos" de informações, quando inseridos pelo criador, açougueiro e transportador, são marcados com data e hora, atribuídos ao autor e não podem ser alterados por mais ninguém. Nunca. Claro, você pode encontrar essas informações hoje fazendo uma pesquisa ou visitando a fazenda, mas o blockchain proporciona informações imediatas, confiáveis e à prova de falsificação em tempo real.
Embora o escopo de aplicação do blockchain ainda não se estenda a hambúrgueres, ele se tornou amplamente aceito como um "livro de escrituração" de informações para transações de bitcoins, registros médicos e gestão de identidade.

A confiança é construída no blockchain

Pela sua própria concepção, o blockchain é um repositório de dados seguro que nos permite compartilhar informações com qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo. E, embora ter um registro detalhado de atividades seja muito bom, como podemos ter certeza que as informações são confiáveis? É aqui que as chaves privadas entram em cena. Somente usuários com a chave correta podem fazer contribuições a seus blocos de informações. Assim, o fazendeiro, em nossa analogia, só pode inserir informações relacionadas à fazenda, e não à planta de processamento de carne, embalagem ou transporte. Essa transparência do banco de dados significa que todas as atividades são monitoradas e podem ser analisadas por qualquer pessoa com acesso ao blockchain - responsabilizando todos os usuários por suas contribuições.

O guardião das chaves

O uso de chaves privadas é um verdadeiro diferencial do blockchain, pois permite que os dados sejam gerenciados de forma autônoma e descentralizada; entretanto, ele também abre a porta para a possibilidade de corrupção. Embora o bloqueio de acesso ao blockchain indubitavelmente adicione um nível de segurança, ele também cria algo para ser roubado: a chave. Se a chave privada for roubada, o ladrão pode fazer lançamentos irreversíveis no registro em nome do titular da chave. E hoje, as chaves privadas são armazenadas na nuvem - uma localização muito conveniente; porém, manter todas as chaves em um só lugar cria um alvo tentador para hackers.
A IDEMIA, líder global em identidades confiáveis, está transferindo essas chaves da nuvem para um elemento seguro, armazenando-as em um cofre de hardware seguro e garantindo que apenas o seu legítimo dono possa usá-la para fazer lançamentos no blockchain. Quando a chave é armazenada no elemento seguro, seu acesso pode ser protegido com os dados biométricos do próprio usuário. Após a chave ser associada a uma identidade verificada, o proprietário tem controle pleno e não pode mais ser imitado. Além disso, com a dispersão de todas as chaves, em vez de invadir uma plataforma e ganhar acesso a todas as chaves armazenadas, possíveis hackers teriam de invadir cada usuário individualmente - uma tarefa muito mais difícil.

Blockchain na vida real

Além de segurança, a transferência das chaves privadas para um elemento físico seguro acrescenta comodidade à equação e traz o blockchain para nosso mundo físico. Hoje, as criptomoedas só podem ser usadas online, porque é lá que as chaves são armazenadas. A promessa de uma chave de segurança física é que poderemos pagar com estas moedas na vida real. No futuro, poderemos comprar uma xícara de café de uma máquina de venda automática conectada. Essa máquina vai registrar a compra no livro de escrituração, e com um movimento no smartphone, pagaremos pelo café com segurança. Com as criptomoedas mais seguras, a vida fica mais simples, todos ganham.
Na IDEMIA, a gestão e verificação de identidade estão enraizados em nosso DNA, de modo que estamos à altura do desafio de proteger sua identidade, para que só você possa ser você. E no mundo do blockchain, uma identidade de segurança robusta autentica toda a cadeia de informações e abre a porta para inúmeras aplicações. Continua...